carne-chinesa-com-cebola-e-molho-de-ostras-comida-chinesa-e-facil-mikami-orientais

Carne chinesa com cebola e molho de ostras – Comida chinesa é fácil!

Amo comida chinesa. Comeria tranquilamente toda semana. Por isso, hoje sei diferenciar alguns molhos e ingredientes típicos de cada prato. Ao contrário do que acontece com muitos restaurantes de delivery, que picam as coisas, jogam um mesmo molho escuro e mandam pra sua casa, existe uma grande variedade de sabores diferentes. Entre os meus favoritos, estão os pratos a base de molho de feijão preto ou missô com gengibre. Mas o que eu mais me lembro da minha infância é essa carne com cebola e molho de ostras.

Claro que na época eu não fazia ideia do que era molho de ostras, e acho que omitiam essa informação do cardápio por querer. Era só carne fatiada com cebola. O molho de ostras realmente leva ostras (apesar do gosto não ser identificável), e é derivado do cozimento lento e da redução dos líquidos até um molho espesso e escuro de sabor intenso. Você já comeu várias vezes sem saber que tinha ostras, e não é isso que vai te desencorajar, né? Hoje em dia, naturalmente as versões industrializadas usam extrato de ostra e outros ingredientes para simular o resultado original. Acho que não provei o autêntico molho de ostras na vida, e espero um dia conseguir, mas enquanto isso, o que achei no mercado na Liberdade corresponde às minhas lembranças da infância.

A culinária chinesa, na maioria das vezes, é de preparo extremamente rápido. Mas o pré preparo pode demorar um pouco (picar todos os ingredientes). Se você deixa tudo encaminhado, a finalização do prato leva menos de 15 minutos. Escolha para essa receita uma carne macia, como maminha, fraldinha, contra filé ou coração de alcatra, sem a gordura aparente. Dê preferência para a cebolinha com a parte branca que fica na terra na hora de comprar.

INGREDIENTES (R$ 36 – 4 porções)

  • Carne fatiada (600 gs)
  • Cebola fatiada (2 unids)
  • Alho picado (2 csp)
  • Gengibre picado (2 csp)
  • Molho de ostras (3/4 xícaras)
  • Molho de soja (4 csp)
  • Óleo de gergelim torrado (2 csp)
  • Pimenta dedo de moça (1 unid)
  • Cebolinha (4 unids)
  • Gergelim para decorar (2 csp)
  • Óleo (4 csp)
  • Pique a parte clara da cebolinha em pedaços de mais ou menos 2 cm, e a parte escura bem fininha. Reserve.
  • Pique bem a pimenta, com sementes para ficar bem picante, ou sem sementes para ficar suave. Pimenta varia muito, então prove um pedaço cru antes de ver que quantidade colocar.
  • Aqueça metade do óleo em uma wok ou frigideira bem grande e refogue a carne aos poucos só até dourar. Não precisa temperar nem cozinhar demais.

Repare na foto que minha carne deu água. Confiei demais na temperatura da panela e coloquei a carne toda de uma vez. Como o alumínio retém menos calor, a temperatura da panela abaixou e fez soltar água. Mas deu pra salvar deixando o fogo bem alto para dar uma evaporada.

  • Retire a carne e reserve. Na mesma panela, coloque o restante do óleo e refogue a cebola.
  • Quando começar a dourar, mas ainda crua e bem crocante, acrescente o alho, a pimenta, a parte clara da cebolinha e o gengibre, e salteie por uns 3 minutos.
  • Volte com a carne pra panela e acrescente o shoyo e o molho de ostras. Ambos são salgados, por isso essa receita não precisa de mais sal. Deixe cozinhar por 5 minutos.
  • Por último, misture o óleo de gergelim torrado e desligue o fogo.

Repare que a cebola ainda parece firme. Isso acontece porque cortei ela mais grossa e deixei sempre o fogo bem alto, então ela não cozinhou muito tempo para dourar.

  • Sirva com arroz, e finalize com a cebolinha picada e o gergelim.

O arroz para acompanhar tem um truque. Na verdade é o truque mais preguiçoso do mundo. É só cozinhar sem fritar. Na panela, coloque 1 xícara de arroz e 2 xícaras de água fria, e tempere com sal. Só cozinhar em fogo brando que ele fica aquele branquinho meio grudento do restaurante, que dá até pra comer com hashi.

Servi ainda com uma ervilha torta, que só joguei na água fervendo por 40 segundos, mergulhei na água gelada e depois salteei com um pouco de óleo de gergelim e sal.

Na hora de fazer esses pratos, lembre sempre de organizar seu pré preparo, deixando tudo medido e picado. Tenha uma panela grande, com as beiradas arredondadas, para conseguir saltear sem fazer bagunça, e use o fogo bem alto. Com isso, você vai ver que a maioria das receitas na verdade é muito simples e rápida de preparar. Você nunca mais vai querer pedir aquele delivery sem vergonha. A não ser que seja pelo rolinho primavera… Quem resiste?

Fonte: http://www.cozinhadafabs.com

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

clear formSubmit